Acesso Rápido
ir direto para o conteúdo | ir direto para editorias | ver sitemap

Área do usuário

Conteúdo

//Educação

16 de Setembro de 2011 | 14:36

EJA concorre a Premiação Nacional

TAG , ,
Foto: Marcelo Ferreira

Redação - Notícias da Serra

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Teresópolis recebe hoje a visita da Comissão Nacional Avaliadora da Premiação Medalha Paulo Freire, promovida pela Diretoria de Políticas de Alfabetização de Jovens e Adultos e pela Comissão Nacional de Educação de Jovens e Adultos. O objetivo é avaliar o projeto pedagógico implementado no município.

 

Dentre as dez experiências avaliadas em todo o país, cinco serão contempladas com a Medalha, que visa identificar, reconhecer e estimular práticas educacionais que promovam políticas, programas ou projetos cujas contribuições sejam relevantes para a educação de jovens e adultos no Brasil. O Ministério da Educação, através da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI), concede a Medalha Paulo Freire desde 2003.

 

Para a professora Ana Paula Coutinho, Coordenadora da EJA em Teresópolis, estar entre as dez indicações já é uma grande vitória. “Estar entre as experiências de destaque em todo o país é motivo de imenso orgulho e alegria. Mas, principalmente, é fruto de um excelente trabalho realizado por toda a equipe EJA, que está escrevendo uma nova história para a Educação de Jovens e Adultos na rede municipal”, comemorou Ana Paula.

 

A representante técnica da SECADI/MEC, Monalisa Ogliari, que avaliará o modelo da EJA em Teresópolis, terá contato com uma metodologia pioneira. Temas como meio ambiente, educação e cultura, indústria e comércio, trabalho e emprego, cidadania, turismo, esporte e lazer são abordados através de atividades que levam ao estudo, reflexão e debate, proporcionando uma formação cidadã e crítica aos alunos. Além disso, também são realizadas oficinas, onde os alunos têm contato com outras opções de aprendizagem como informática, artesanato, espanhol, alongamento, dança, esportes e pintura, que enriquecem a formação dos estudantes e aumentam o índice de permanência no ambiente escolar.

 

Para a Secretária Municipal de Educação, professora Neli Pampillón, o sucesso da experiência pedagógica da EJA é motivo de orgulho para a educação municipal. “Tenho um carinho muito grande pela Educação de Jovens e Adultos, onde trabalhei por 25 anos. Todos os professores, funcionários, equipes diretivas e alunos devem se sentir orgulhosos por esse reconhecimento do MEC”, conclui a secretária.

 

Comente!

Captcha